O teu país

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod


Telma Henriques

Escola

Escola não identificada

País

Portugal

Che Guevara

Resumo do trabalho

Trabalho sobre Ernesto Che Guevara, realizado no âmbito da disciplina de História (12º ano).


che-guevara

Introdução

O presente trabalho desenvolvido no âmbito da disciplina de História tem como objectivo descobrir quem foi Ernesto Che Guevara.

Numa primeira parte descrevo a biografia da vida deste revolucionário, seguidamente descrevo um pequeno texto sobre o governo cubano, no qual este revolucionário marxista foi braço direito de Fidel Castro e se tornou um dos principais dirigentes do novo estado cubano.

Biografia

Ernesto Guevara de la Serna, mais conhecido por Che Guevara ou El Che nasceu a 14 de Junho de 1928 em Rosário, na Argentina e faleceu a 9 de Outubro de 1967 executado por soldados bolivianos na aldeia de La Higuera. Filho de uma família de classe média alta, que estava em processo de empobrecimento, Che sofreu desde criança com asma. Mesmo assim, a doença não o impediu de ser sempre curioso e audaz, fazendo papel de liderança entre os seus colegas de escola. Mais tarde, apaixonou-se pela poesia, principalmente a de Pablo Neruda e ao longo da sua vida foi escrevendo vários poemas.

Em 1948 Che foi para a Universidade de Buenos Aires onde estudou medicina, entusiasmando-se com a sua doença em particular. Nessa época, realiza várias viagens pela América latina, sendo que, a mais famosa delas em 1952, com o seu amigo Alberto Granado um bioquímico, Guevara realiza um sonho: atravessa a América do Sul numa velha motocicleta (Norton 500cc) conhecida pelo nome de La Poderosa II. É nessa mesma viagem que Guevara começa a ver a América do Sul, como uma única comunidade económica e cultural. Visita minas de cobre, povoações indígenas e leprosários, interagindo profundamente com a população. Em 1953, quando volta à Argentina acaba os estudos de medicina e passa a dedicar-se à política.

Trabalhou como repórter fotografo (com carreira de êxito), fez diversas viagens e foi lá que ao ver a miséria e impotência das massas, e das lutas e sofrimentos que presenciou nestas viagens, que Guevara concluiu que a única forma de pôr fim às desigualdades sociais era a revolução socialista.

Na sua passagem pela Guatemala, aonde chegou em Dezembro de 1953, Che presencia a luta do recém eleito presidente Jacob Arbenz Gúzman, liderando um governo de carácter popular, na tentativa de realizar reformas base e diminuir as desigualdades sociais.

O governo americano opunha-se á Arbenz, e através da CIA coordenou várias acções, incluindo o apoio a grupos paramilitares, contra o governo eleito da Guatemala, por não se alinhar as suas políticas para a América Latina.

As experiências na Guatemala são importantes na construção política, lá Che Guevara auto define-se um Revolucionário e se posiciona contra o imperialismo Americano.

E é nesta época que Che conhece Hilda Gadea, com quem se casa e de cuja união nasce a sua filha Hildita.

Militância e guerrilha:

Em 1954, no México através de Ñico Lopez, um amigo das lutas na Guatemala, ele conhece Raul Castro que logo o apresenta ao seu irmão mais velho, Fidel Castro. Fidel Castro organiza e lidera o movimento guerrilheiro 26 de Julho ou M26, em referência a José Marti e que tem por objectivo tomar o poder em Cuba. Guevara faz parte dos 82 homens que partem para Cuba, em 1956, um dos quais apenas 12 sobreviveriam. É durante esse ataque que Guevara, o médico do grupo, larga a mala médica por uma caixa de munição de um companheiro abatido, um momento que tempos mais tarde ele define como o limite divisor na sua mudança de doutor a combatente. Em seguida eles instalam-se nas montanhas da Sierra Maestra, local onde começa a guerrilha contra o ditador apoiado pelos EUA, Fulgêncio Baptista. Os rebeldes depressa aumentam o seu armamento e reúnem apoio e o recrutamento  de muitos camponeses, intelectuais e trabalhadores urbanos. Guevara mostra grande coragem, talento em combate e crueldade com os inimigos e torna-se logo um dos homens de confiança de Fidel Castro. Guevara toma responsabilidade de médico revolucionário, mas em pouco tempo, foi se tornando naturalmente líder e seguido pelos rebeldes. Após a vitória dos revolucionários em 1959, Baptista esconde-se em São Domingos e instala-se um regime comunista em Cuba, comandado por Fidel Castro.

Governo Cubano:

Guevara, então braço direito de Fidel, torna-se um dos principais dirigentes do novo estado cubano: Embaixador, Presidente do Banco

Nacional da Indústria. Mas depressa, apesar de marxista-leninista convicto, ele opõe-se à URSS, então principal força de apoio ao regime cubano e é constantemente deixado de lado por Fidel Castro. Em 1965, Guevara deixa Cuba para propagar os ideais da revolução cubana pelo mundo com o apoio de voluntários de vários países latino americanos.

Retorno à guerrilha e morte:

Após o fracasso dos combates do Congo, parte para a Bolívia, onde tenta estabelecer uma base guerrilheira para lutar pela união dos países da América Latina. Mas enfrenta dificuldades, tais como o terreno desconhecido e em conquistar a confiança dos camponeses. É por fim cercado e capturado a 8 de Outubro de 1967 e executado no dia seguinte por soldados bolivianos na aldeia de La Higuera, possivelmente sob as ordens de agentes da CIA. Os rumores que cercavam a execução de Che Guevara levantaram dúvidas sobre a identidade real do guerrilheiro, que utilizava documentos uruguaios falsos. A confusão estabelecida em torno do caso culminou no desaparecimento do seu corpo, que só foi encontrado 30 depois, em 1997. Os seus restos mortais foram encontrados por pesquisadores numa vala comum, junto a outras ossadas, na cidade de Vallegrande, a cerca de 50 quilómetros de onde tinha sido executado e neste mesmo ano, a 17 de Outubro são enterrados com honrarias de Estado na presença de membros da sua família e do líder cubano e antigo companheiro de revolução Fidel Castro.

Curiosidade:

A imagem do Che é mítica em toda a América Latina. Na localidade onde foi assassinado em 1967 ergue-se actualmente uma estátua em sua homenagem. Passou a ser conhecido na região como “San Ernesto de La Higuera” e é denominado como santo pela população local.

O actual regime cubano, ainda liderado por Fidel Castro (que de momento, está muito mal de saúde) ainda se vale da imagem de Che Guevara para manter uma imagem positiva junto à sociedade.

Conclusão

Com este trabalho conheci quem foi Ernesto Che Guevara, um médico e politico argentino que se dedicou quase exclusivamente à actividade politica.

Conheceu Fidel Castro e participou em várias acções de guerrilha em Cuba, nomeadamente aquela que permitiu a derrota do poder actual e a implementação de um governo baseado em directrizes marxistas. Participou nesse governo chefiado por Fidel Castro e naturalizou-se cubano.

Em 1964, abandonou Cuba para se dedicar ao desenvolvimento e direcção de grupos revolucionários de guerrilha em vários países da América Latina, lutando contra a intervenção dos EUA nesses países. A sua morte ocorreu em Outubro de 1967 na Bolívia, em consequência de um combate entre os guerrilheiros bolivianos e o exército.

A sua personalidade, caracterizada por uma linha de pensamento político marxista baseada na força das armas como meio mais eficaz de operar mudanças sociais, fez dele uma figura quase mística e simbólica dos movimentos revolucionários próximos de sua ideologia política.

E isto foi o resumo de tudo o que aprendi sobre a vida de Ernesto Che Guevara.

Bibliografia

Pesquisado na Internet, site:

  . http://www.wikipédia.com

E também na enciclopédia:

  . 1991, Nova enciclopédia Portuguesa, vol. nº12, Espanha: EDICLUB pg.1117



666 Visualizações 01/02/2017