O teu país

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod


João Filipe M. Oliveira

Escola

Escola não identificada

País

Portugal

O Romantismo

Resumo do trabalho

Trabalho escolar/académico sobre o Romantismo, realizado no âmbito da disciplina de Português (11º ano).


O Romantismo foi um movimento cultural que surgiu inicialmente na Grã-Bretanha e na Alemanha, como reacção ao culto da razão do Iluminismo, um pouco mais tarde em França, nos países do sul e na Escandinávia espalhando-se depois por toda a Europa e Estados Unidos da América. É um estado da sensibilidade europeia entre finais do séc. XVIII e princípios do séc. XIX. O seu nome deriva de "romance" (história de aventuras medievais), que tiveram uma grande divulgação no final de setecentos, respondendo ao crescente interesse pelo passado gótico e à nostalgia da Idade Média.

Foi originalmente um movimento de facto revolucionário que adoptou as ideias políticas e filosóficas elaboradas pelo século das Luzes: livre expressão da sensibilidade e afirmação dos direitos do indivíduo. Mas o romantismo, para lá da sua oposição à estética clássica, quer revelar a parte do homem oculta pelas convenções estéticas e sociais.

Muito variada nas suas manifestações, essencialmente ao nível da literatura e das artes plásticas, esta corrente sustentava-se filosoficamente em três pilares: o individualismo, o subjectivismo e a intensidade. Contra a ordem e a rigidez intelectual clássica, os artistas românticos imprimiram maior importância à imaginação, à originalidade e à expressão individual, através das quais poderiam alcançar o sublime e o genial.

Representa, na literatura e na arte em geral, os anseios da classe burguesa que, na época, estava em ascensão. A literatura, portanto, abandona a aristocracia para caminhar ao lado do povo, da cultura leiga.

O romantismo manifestou-se principalmente na literatura, na arquitectura, na literatura, na música, nas artes plásticas e na decoração.

Exemplos das figuras que mais se destacaram nas diversas áreas:

Pintura: Eugène Delacroix, William Turner.

Literatura: em Inglaterra William Blake, Coleridge e Wordsworth, Byron, Shelley, Stendhal, Hugo e Musset; na Itália Leopardi e Manzoni; em Portugal Garrett e Herculano; na Espanha Espronceda e Zorilla.

Música: Beethoven, Chopin, Tchaikovsky, Felix Mendelssohn, Liszt, Grieg e Brahms.

Arquitectura: Horace Walpole, Charles Garnier.

Romantismo em Portugal

Teve como marco inicial a publicação do poema "Camões", de Almeida Garrett, em 1825, e durou cerca de 40 anos terminando por volta de 1865 com a Questão Coimbrã.

A Primeira Geração do Romantismo em Portugal vai de 1825 a 1840. Seus principais autores são Almeida Garrett, Antônio Feliciano de Castilho, Alexandre Herculano. A Segunda Geração, ultra-Romântica, de 1840 a 1860 e tem com principais autores, Camilo Castelo Branco e Soares de Passos. A Terceira Geração, pré-Realista, de 1860 a 1870, aproximadamente, teve como principais autores Júlio Dinis e João de Deus.

  Exemplo de um poema romântico: Não te amo, quero-te: o amor vem da alma. E eu na alma – tenho a calma, A calma – do jazigo. Ai! Não te amo, não. Não te amo, quero-te: o amor é vida. E a vida – nem sentida A trago eu já, comigo. Ai, não te amo, não! Ai! Não te amo, não; e só te quero De um querer bruto e fero Que o sangue me devora, Não chega ao coração. Folhas Caídas, 1853 (excerto)



253 Visualizações 28/06/2016