O teu país

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod


André Machado

Escola

Escola Secundária de Avelar Brotero, Coimbra

Caracterização das Regiões Agrárias

Todos os trabalhos publicados foram gentilmente enviados por estudantes – se também quiseres contribuir para apoiar o nosso portal faz como o(a) André Machado e envia também os teus trabalhos, resumos e apontamentos para o nosso mail: geral@notapositiva.com.

Resumo do trabalho

Trabalho sobre a caracterização das regiões agrárias, quanto ao relevo, o clima, a densidade populacional e a estrutura etária da população, realizado no âmbito da disciplina de Geografia (11º ano).


Alentejo

RELEVO - na região agrária do Ajentejo, o relevo é predominantemente aplanado. Denomina-se por peneplanície a extensa planície alentejana.alentejo

CLIMA - o clima é mediterrânico quente e seco e pode ser caracterizado pelos seguintes factores: temperaturas médias suaves no Inverno e elevadas no Verão, amplitude de variação térmica anual moderada e precipitação fraca, registando-se quatro a seis meses secos. Mais especificamente, o interior alentejano, com maior amplitude de variação térmica anual e menor precipitação, o que torna esta região particularmente vulnerável à ocorrência de secas;  o litoral ocidental, onde a influência é maior e, por isso, as temperaturas médias são mais amenas e existe maior humidade.

DENSIDADE POPULACIONAL - o Alentejo é caracterizado por uma fraca densidade populacional que se deve, essencialmente, às condições naturais de clima, relevo e solos pouco favoráveis, ao fraco dinamismo económico e social e às poucas oportunidades de emprego, levando a uma desertificação do Alentejo. Estes factores têm como consequência o êxodo rural. O alentejo é a região agrária com maior índice de envelhecimento.

ESTRUTURA ETÁRIA DA POPULAÇÃO - de acordo com a estrutura etária, a população desta região agrária é caracterizada pelos seguintes factores: redução da população de jovens e aumento da de idosos, o que leva a um duplo envelhecimento da estrutura etária da população (inverção da pirâmide etária). A redução da proporção de jovens deve-se à diminuição do índice sintético de fecundidade (número médio de filhos por cada mulher em idade fértil – dos 15 aos 49), que já é inferior ao índice de renovações de gerações (número mínimo de filhos que, em média, cada mulher deveria ter, durante a sua vida fecunda, para assegurar a substituição de gerações) e o aumento da proporção de idosos deve-se ao prolongamento da esperança média de vida.

Ribatejo e Oeste

RELEVO - na região agrária do Ribatejo e Oeste, o relevo é uniforme, predominando as formas baixas e planas, com altitudes inferiores a 200 metros.ribatejo

CLIMA - o clima é mediterrânico ameno e húmido e pode ser caracterizado pelos seguintes factores: temperaturas médias suaves no Inverno e no Verão, acentuando-se no Verão, amplitude de variação térmica anual é moderada e a precipitação também, registando-se três a quatro meses secos.

DENSIDADE POPULACIONAL - o Ribatejo e Oeste é caracterizado por uma forte densidade populacional que se deve, essencialmente, às condições naturais de clima, relevo e solos favoráveis, ao grande dinamismo económico e social e a boas acessibilidades, levando a uma bipolarização – densidade populacional bastante elevada em duas áreas (Lisboa e Porto) que se destacam das demais.

ESTRUTURA ETÁRIA DA POPULAÇÃO - de acordo com a estrutura etária, a população desta região agrária é caracterizada pelos seguintes factores: a redução da população de jovens e aumento da de idosos, o que leva a um duplo envelhecimento da estrutura etária da população. O Ribatejo e Oeste é uma das regiões agrárias com menor índice de envelhecimento.

Algarve

RELEVO - O relevo do Algarve caracteriza-se pelas suaves colinas atravessadas por vales; as principais zonas montanhosas são a serra de Monchique e a serra de Caldeirão.algarve

CLIMA - o clima é mediterrânico ameno e húmido e pode ser caracterizado pelos seguintes factores: temperaturas médias suaves no Inverno e elevadas no Verão, amplitude de variação térmica anual moderada e precipitação fraca, registando-se quatro a seis meses secos. Mais especificamente, o litoral algarvio tem Invernos suaves e Verões quentes e prolongados por estar mais sujeito às influências tropicais.

DENSIDADE POPULACIONAL - o Algarve é caracterizado por uma forte densidade populacional que se deve, essencialmente, às condições naturais de clima, relevo e solos favoráveis, ao grande dinamismo económico e social e a boas acessibilidades, tendo como consequência a litoralização – tendência para a concentração da população ao longo da faixa litoral.

ESTRUTURA ETÁRIA DA POPULAÇÃO - é uma das regiões agrárias com menor índice de envelhecimento. No entanto, é também caracterizada por uma redução da população jovem e por um aumento da população idosa



113 Visualizações 28/09/2019