O teu país

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod


Maria João Cosme

Escola

Escola Secundária de Amarante (ESA)

Reflexão: Pratos cheios, barrigas vazias…

Todos os trabalhos publicados foram gentilmente enviados por estudantes – se também quiseres contribuir para apoiar o nosso portal faz como o(a) Maria João Cosme e envia também os teus trabalhos, resumos e apontamentos para o nosso mail: geral@notapositiva.com.

Resumo do trabalho

Se tens trabalhos com boas classificações, envia-nos por mail pois só assim o nosso site poderá crescer.

Email para envio: geral@notapositiva.com

O tema que eu vou introduzir é a fome no mundo. Hoje em dia para muitos de nós é só sentar á mesa que temos um banquete a nossa espera para...


Pratos cheios, barrigas vazias…

O tema que eu vou introduzir é a fome no mundo. Hoje em dia para muitos de nós é só sentar á mesa que temos um banquete a nossa espera para nos deliciarmos, mas esquecemos-nos de que enquanto os nossos pratos estão cheios, há centenas de milhares de barrigas vazias. Eu escolhi este tema pois acredito ser algo importante a se falar desde já referindo que não só essas pessoas têm fome como as extremas más condições de vida.

 A riqueza e a igualdade no mundo estão bastante desequilibradas a meu ver, quase se parece com um barco que balança em alto mar, para onde estiver mais peso é para onde que ele se inclina mais. A fome tem uma causa, e essa causa é a desigualdade, que como podemos experienciar está completamente as avessas, uns com muita e outros com nenhuma. A questão é, isto é correto? É devidamente correto deixarmos pessoas a morrer á fome neste exato momento enquanto desfrutamos dos nossos jantares e almoços? Não, não é correto, é uma injustiça uns terem e outros não pois segundo os Direitos Humanos, todos merecemos igualdade de direitos, mas essa igualdade não existe a meu ver.

 Segundo Rawls, no princípio da igualdade de oportunidade, as desigualdades económicas e sociais devem estar ligadas a postos e posições acessíveis a todos em condições de justa igualdade de oportunidade. Não é justo a sociedade permitir que uns tenham mais que outros sem antes haver uma igualdade, há uns que já nascem em berço de ouro, há outros de demoram anos e anos a chegar lá e há outros que não tiveram essa oportunidade para tentar chegar lá, ai é onde se enquadram as pessoas que morrem e estão a morrer à fome. Cada vez mais as pessoas ricas vão tendo mais e mais dinheiro e o número de pessoas pobres vai aumentando e aumentando e vai havendo um desequilíbrio cada vez maior que um dia, o mundo estará separado em ricos e pobres, não haverá mais nada que os pobre vão conseguir fazer para sair da miséria e não haverá mais nada que os ricos possam tirar aos pobre.

 A meu ver, isto a que chamamos sociedade está um caos, não só nesta questão de fome mas em muitas outras questões como o racismo, a homofobia, as guerras, enfim tudo está virado do avesso, as pessoas já não se respeitam, pessoas inocentes morrem todos os dias com as guerras e com a fome e falta de condições, e para quê? Para nada, todos uns contra os outros, a discutir por coisas insignificantes, a arranjar problemas e confusões desnecessárias, esquecendo-se dos verdadeiros problemas no mundo, aqueles que ficam ainda mais afetado com estas coisas desnecessárias, mas que continuam a surgir.

 Isto é um problema real e que esta se a passar neste momento e nós, como seres humanos que somos, a criatura mais inteligente, deveríamos ajudar este tipo de causa, pois não é ficando sem fazer nada que estes problemas vão se resolver, não como que por magia.

 Com isto termino a minha reflexão.



38 Visualizações 19/05/2019