O teu país

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod


Abel Cunha

Escola

[Escola não identificada]

Touradas (Texto de Opinião)

Todos os trabalhos publicados foram gentilmente enviados por estudantes – se também quiseres contribuir para apoiar o nosso portal faz como o(a) Abel Cunha e envia também os teus trabalhos, resumos e apontamentos para o nosso mail: geral@notapositiva.com.

Resumo do trabalho

Texto de Opinião sobre as Touradas, realizado no âmbito da disciplina de Português (11º ano de escolaridade)...


As Touradas

(Texto de Opinião)

Dias antes do espectáculo, são colocados pesos sobre as costas do touro que lhe causam muitas dores. Um dia antes, é posto num recinto escuro, sem água ou alimento. Dão-lhe laxantes, provocando diarreias que o desidratam. As pontas dos chifres são cerradas, tornando-se sensíveis e dolorosas a qualquer toque. Seus olhos são besuntados com vaselina, o que dificulta a visão. Quando a porteira se abre e ele entra na arena cheia de claridade, está fraco, debilitado, dolorido e sem enxergar direito. As roupas coloridas e cheias de lantejoulas dos toureiros confundem ainda mais a visão do animal. Montados a cavalo, os "picadores" iniciam a tortura. Lanças são espetadas em suas costas, perfurando-as até o pulmão. Lanças menores, com pontas em forma de anzol para que não se soltem, continuam a ser fincadas em seu dorso, dilacerando mais e mais os pulmões, que se enchem de secreção e sangue e o touro começa a não conseguir respirar. Golfadas de sangue passam a sair pelo nariz e pela boca. Alguns cavalos (que têm os olhos vendados, os ouvidos tapados e as cordas vocais cortadas) muitas vezes são atingidos e têm as barrigas rasgadas, caindo ao chão com as vísceras saindo para fora. Quando o touro já não se aguenta mais de pé, chega o "heróico" matador, para o golpe final. Uma espada é fincada em sua nuca para seccionar a medula. O touro cai e não consegue se mover, mas ainda está vivo e sente. O matador tenta apunhalá-lo no coração mas nem sempre acerta da primeira vez. Várias punhaladas são necessárias. Finalmente, o touro está morto. A tortura terminou. O "heróico" matador corta-lhe as orelhas e a língua e as exibe, triunfante, para uma plateia que aplaude, ensandecida. Como esta barbárie pode ser chamada de "arte", "cultura" ou "divertimento"?



140 Visualizações 09/08/2019